e-mini S&P 500

Microcontrato de S&P500

Primeiramente, o S&P 500 é um índice que representa uma carteira teórica das 500 ações mais negociadas e relevantes da NYSE e da NASDAQ. Você conhece o Ibovespa (IBOV), certo? O “IBOV americano” é o S&P 500.

Algumas empresa conhecidas que fazem parte desse índice são a Amazon, Apple, Coca-Cola, Facebook, McDonald’s e Nike. Pelos nomes, você já percebe que são gigantes do seu meio, logo de alta importância. O S&P 500 é um dos principais índices do mundo.

A lógica de mercado é semelhante: se a economia norte-americana tem boa expectativa, o índice sobe. Se o cenário é o inverso, o índice cai. Lembrando que expectativa não é apenas a leitura do balanço das empresas, mas todo cenário político-econômico que envolve a economia dos EUA e o mundo.

Mas qual a novidade desse produto da B3? Para realizar investimentos no mercado norte-americano, anteriormente você teria que abrir conta em uma corretora de lá, operando os contratos futuros do índice S&P 500 que são disponibilizados pela CME (bolsa de Chicago). Uma outra opção seria operar ETF’s representativos.

O grande problema é o capital para investir: margens, custo de sinal, escolher corretora… são produtos não tão acessíveis ao trader brasileiro. Para dar uma opção ao especulador brasileiro, a Bolsa chegou a disponibilizar o ISP, que é o espelho brasileiro do S&P 500. Mas o contrato ainda exigia grande margem para operar. O micro S&P veio para mudar isso.

Um derivativo do mercado futuro

Como qualquer ativo do mercado futuros, abrem-se posições de compra e venda. Acha que o mercado é de alta? Entre comprado. Acha que o mercado é de baixa? Entre vendido. Essa facilidade operacional é uma característica do mercado futuro.

Uma característica que também é comum do mercado futuro é o ajuste diário. Para quem dorme posicionado, todo dia há o preço de ajuste de posição com o crédito/débito relativo em conta.

Vantagens

Agora você conseguirá especular a respeito de um mercado de fundamental importância para o mundo todo. O mercado americano é extremamente técnico, facilitando o uso de estratégias assertivas nesse novo ativo.

Fique atento: o cálculo do lucro/prejuízo dos trades realizados nesse ativo ocorre em dólar, sendo convertido para o real quando chega na sua conta. Assim, você também fica exposto à variação cambial. Ou seja: além da estratégia nesse ativo, você deve ficar atento se a sua estratégia está de acordo com os movimentos do câmbio!

Código de negociação e vencimento do contrato

O código de negociação começará com as iniciais WSP. Serão quatro vencimentos no ano: março, junho, setembro e dezembro. O dia do vencimento será sempre na 3ª sexta-feira do mês corrente, e no próprio dia do vencimento ocorre ainda negociação, igual o que ocorre no índice futuro e diferentemente do que ocorre no dólar futuro.

Fique de olho na tabela para 2019:

 Março/2019 WSPH19
 Junho/2019 WSPM19
 Setembro/2019 WSPU19
 Dezembro/2019 WSPZ19

Tamanho do contrato e lote-padrão

A negociação do lote-padrão do micro S&P será de 1 contrato, e o tamanho do contrato é o valor de negociação do momento multiplicado por US$ 2,50. A cotação, exatamente como ocorre no índice futuro, é calculado em pontos. A conta é mais fácil que parece: vamos supor que você comprou um microcontrato e a cotação do momento era 2633 pontos. Nesse caso, o valor do contrato é US$ 6.582,50 (2633 x US$ 2,50). Você sabia que essa mesma lógica é feita para o cálculo do contrato do já conhecido mini-índice futuro (minicontratos do IBOV)?

Se formos comparar o microcontrato de S&P com o seu “pai”, os contratos futuros ISP, a mudança de valor é significativa. Para o ISP, o valor do pontos é US$ 50,00. No exemplo do preço anterior, o valor desse contrato é de US$ 131650,00. Percebe a diferença que impedia a pessoa-física de acessar esse contrato?

Não há milagre: quanto maior for o contrato, maior o valor financeiro envolvido, logo, maior a margem solicitada pela corretora. Agora, por outro lado, as margens tendem a cair significativamente, e você poderá operar o mercado americano com facilidade. Aplique a lógica do dólar futuro e do minidólar: para o primeiro uma margem maior, para o segundo, as margens atualmente são acessíveis a praticamente qualquer pessoa.

Variação mínima (tick)

O tick size é de 0,25 ponto de índice. Em um dia que a volatilidade foi de 50 pontos, o número de ticks chega a 200! Essa quantidade de ticks abre bom espaço para operações de curto prazo, buscando lucro rápidos com estratégias de day-trade.

Horário de negociação

Os microcontratos de S&P seguirão a mesma linha dos demais ativos do nosso mercado futuro. A abertura iniciará em horário randômico a partir das 9h e o término das negociações ocorre às 17:55h.

Liquidação e conversão

A liquidação desse contrato é financeira, isto é, caso você desejar segurar a posição até o vencimento, receberá crédito ou terá débito financeiro em sua conta. Isso significa que não há entrega física do produto, como ocorre em outros ativos.

Sabendo que o valor do trade ocorre em dólar e após isso ocorre a conversão para reais, qual a cotação do dólar é utilizada? Será uma taxa de referência divulgada pela Bolsa às 16h. Vamos lá: você fez um trade com um microcontrato e ganhou 0,5 ponto. O valor obtido foi de US$ 1,25 (1 contrato x 0,50 x US$ 2,50). No dia, a taxa cambial divulgada pela Bolsa foi de 3,80 BRL/US$. Logo, o seu resultado financeiro é de R$ 4,75.

Oportunidades e cuidados

Fique atento ao S&P 500 e ao ISP 500. Eles certamente, comandarão o micro S&P. Você deve tomar para entender a lógica operacional desse ativo, para depois começar a clicar. As oportunidades surgirão, fique tranquilo. Não seja afoito para operar, busque entender a lógica no primeiro momento.

É, sem dúvida, um ativo que vem para dar mais oportunidades para os traders, exatamente como o mini-dólar e o míni-índice. Fique atento à liquidez dos primeiros dias, velocidade, frequência do ativo e principais preços. Também, converse com a sua corretora para verificar exatamente as cobranças de margem e corretage,. Como o produto é novo, será uma adaptação para todo mercado.

A expectativa é grande em cima do micro S&P. Agora você deve estudar: leia bastante sobre os principais influenciadores do mercado acionário americano, como o preço das commodities e a taxa de juros do FED. Após isso, use o simulador para conhecer o ativo e verificar se você se adapta a ele.

Gostou desse artigo? Então leia sobre a relação do mercado Bovespa com o mercado internacional!

Social Sharing

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp